Notícias


Mais de 40% dos internautas brasileiros já procuraram por apartamentos online

Publicado em 20 de Maio de 2017 às 01:35 AM

No início deste mês, a vida da jornalista paulistana Nathália Rodrigues mudou de rumo, ao aceitar um convite para trabalhar no Rio de Janeiro. Com menos de uma semana para a mudança, ela se viu num dilema: onde morar e como conseguir um imóvel em tão pouco tempo? Foi navegando pela internet que, em dois dias, a jovem encontrou o novo endereço, no bairro do Maracanã, Zona Norte carioca. Nathália faz parte dos 42% dos usuários de internet que buscaram na rede, nos últimos dois anos, um apartamento para alugar ou comprar no Brasil.

Os resultados do estudo, feito pelo CONECTA (plataforma web do IBOPE Inteligência), apontam ainda que cada internauta procura imóveis, em média, em dois ou três sites. Os mais acessados para esse fim são OLX (58%), Zap Imóveis (46%), os sites das imobiliárias (20%), Mercado Livre (19%) e Imóvel Web (13%). Páginas em redes sociais também são muito usadas para compartilhar informações sobre compra e aluguel de imóveis. Foi assim que a jornalista chegou ao seu novo apartamento, conta:

- A internet, hoje, é muito importante e facilita a nossa vida. No meu caso, foi super rápido. Achei meu novo cantinho em uma rede social. Mas recomendo: todos devem ir, pessoalmente, avaliar os locais. As fotos podem enganar.


Igor Pereira, gerente geral de imóveis da OLX, garante que a internet nunca foi tão importante para o setor imobiliário como atualmente. Pereira lembra que, antes da internet, o inquilino ficava preso ao conhecimento dos corretores sobre o bairro e o entorno do imóvel. Mas, hoje, devido à tecnologia, já é possível ter todas as informações necessárias: 

- A internet já se tornou o principal canal de busca para compra, venda e locação de imóveis, sendo que mais de 90% das comercializações são feitas com procuras online. Isso ocorre muito por uma mudança de comportamento dos usuários, que estão mais conectados. Além, claro, do empoderamento que a internet deu aos navegantes com o acesso à informação e facilidade de busca. O internauta tem um enorme poder de escolha.

Voltar